Motivação vem depois e não antes da ação

A motivação tem sido, nos últimos anos, um dos temas mais importantes da psicologia, coaching e dos manuais voltados para administração de empresas. Líderes precisam saber motivar seus funcionários, psicólogos devem motivar seus clientes, pais motivam seus filhos. Mas, afinal, o que é motivação?

Segundo a Psicologia Comportamental, a motivação ocorre quando um comportamento já foi bem recompensado no passado, por isso, o sujeito tem mais probabilidade se querer fazer aquele comportamento novamente. Alguém que começou uma dieta, por exemplo, pode se motivar a continuar a dieta ao olhar para a balança (recompensa) e perceber que já perdeu alguns quilinhos.

Se você pensar por esse lado, diferente do que imagina o senso comum, a motivação é algo que exige que o sujeito já tenha feito algo e, a partir disso, ele vai se “empolgar” em continuar fazendo.

Imagine uma pessoa que nunca malhou na vida e gostaria de iniciar nos exercícios físicos. Ela entra numa academia e começa a malhar. No começo, é bastante desgastante e cansativo. Ela se desanima. Perdeu a motivação e não vê resultados nos seus exercícios. Caso essa pessoa continue a fazer seus exercícios, sua motivação irá retornar, pois, com ou sem motivação, seus resultados, caso esteja praticando os exercícios corretamente, chegarão.

A pessoa que tem uma motivação duradoura não é aquela que alimenta suas emoções, mas sim a que alimenta suas ações, continuando fazendo. Quem é apaixonado por malhar é quem malha. Quem é apaixonado por estudar é quem estuda constantemente. Estes são motivados, pois os resultados (ou as recompensas, conforme afirma o comportamentalismo) mantem o hábito de repetir aquele comportamento.

You May Also Like

About the Author: petrusem

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *